Novas tendências da culinária no Brasil em 2020

Em função da pandemia do novo coronavírus, o setor de alimentação necessitou se ajustar as normas de distanciamento social tanto nas grandes quanto nas pequenas cidades do Brasil. Sendo assim, muitos bares, restaurantes e lanchonetes tiveram as suas atividades encerradas de maneira definitiva.

De acordo com um estudo promovido pelo Sebrae, a quantidade de empreendedores que apostou em um serviço de entrega aumentou 12% desde o mês de março.

Portanto, as novidades do mercado passaram a se tornar cada vez mais populares no território nacional, como as dark kitchens ou as “cozinhas fantasmas”. Ou seja, esses locais são cozinhas montadas especificamente para entregas e não possuem estrutura para receber nenhum cliente.

Outra modalidade possível e em expansão está sendo a criação de um empreendimento totalmente profissional em casa. Nos últimos quatro anos, o Sebrae percebeu que os negócios domésticos de confeitaria e padaria subiram 22%. E indicam um elevado potencial de crescimento!

Novas tendências da culinária no Brasil em 2020
Foto:  Band / Reprodução

De qualquer maneira, o setor gastronômico exige muita criatividade. Seja no momento de elaborar um negócio inovador que desperte atenção da clientela até no cotidiano do serviço, o segmento solicita uma mente aberta para experimentar novas receitas, ideias e pratos.

Importância do setor na economia nacional

Mas, vale salientar que a área é de vital importância para a economia nacional, uma vez porque a indústria de alimentos e bebidas corresponde a quase 10% do Produto Interno Bruto (PIB), gerando cerca de 1,5 milhões de vagas de empregos diretos em todo o país.

O QUE VOCÊ ACHOU DESTE TEXTO?

Por favor insira seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui